Número total de visualizações de página

terça-feira, 25 de maio de 2010

EGOISMO

o egoismo será sentimento?será personalidade?será estado de espirito? o egoismo é a visão unilateral do ser humano perante a sua pessoa e os outros....o foco da vida inside nos seus actos, no seu passado, no seu presente e no seu futuro...o eu sobrepõe-se ao nós...o egoismo é o espelho com dupla face apenas reflecte a sua pessoa em duplicado.......contradição do egoismo que fala sobre a unidade isolada mas que aceita a unidade em duplicado...contradiçoes que nos leva ao maior sentimento...o AMOR para brotar nao pode ser unilateral...egoista...tem que que ser bidereccional...onde as direcçoes nao se unem mas se encontrsam em paralelo...paralelismo esse que se unificam com o sentimento...dificil>?sim, nao impossivel....impossivel é a palavra do egoismo, possivel é a palavra do bom senso,,,,poderão tal sentimentos ou estado de espirito estar ligados?numa primeira impressao nao...mas numa segunda reflexao....CLARO....a vida é uma experiencia contínua, que nos ensina...educa...ensina em sociedade....ensina em conjunto...mas atraiçoa nos com a inexperiencia...piis qd atinges a experiencia...já é tarde...
qd é tarde aparece o TEMPO a dizer...sou o maior professor do universo...com um problema....ENSINO SEMPRE FORA DE TEMPO...o egoismo é por isso um sentimento FORA DE TEMPO

FERNANDO BRAS

segunda-feira, 24 de maio de 2010

REFLEXÃO DO DIA

Neste tribunal da vida,há individuos que erram 1x e são crucificados para tda a vida,a justiça a Deus pertence...arrependimento? tdos os dias..mas o tempo é o grande mentor da verdade, mas ensina-nos sempre demasiado tarde...TOU DISPONIVEL PARA A JUSTIÇA DIVINA...pois "obsequismo" ñ existe no meu dicionário da vida, apenas VONTADE DE..mas c/ dizia Wiston churchill "para haver paz terá que haver guerra"...vivemos constante/ numa luta de opostos...quem ganha esta "guerra"?.nem o SIM, nem o NAO, apenas o TALVEZ.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Frase do Mês

" NAO VENCI TODAS AS VEZES QUE LUTEI, MAS PERDI TODAS AS VEZES QUE DEIXEI DE LUTAR."

segunda-feira, 3 de maio de 2010

DESPORTO/PRAZER/PROVOCAÇÕES/VIOLENCIA

Este pequeno pensamento que expresso nestas poucas linhas que se adivinham tem como facto e base, todo o fim de semana desportivo(futebol) e algumas vivências que tenho tido o prazer de as viver.

O desporto é algo que por muito que tentemos adjectivar, não ha termo para tal, são um rol de sentimentos que nos absorve na sua totalidade e nos faz reféns. Quem sofre? obviamente as pessoas que nos amam e estao mais proximas. Essas mesmas, nao entendem como podemos faltar a um jantar de aniversario, do PAI, MÃE, NAMORADA, IRMÃO ETc; apenas por um treino ou um jogo. Podemos tentar explicar, mas ninguem nos iria perceber, secalhar nem nós entendemos mas continuamos na luta sem olhar para trás e de certa maneira sem pensar nas consequências.

Este meu pensamento(anterior) será uma especie de introdução ao que gostaria de expressar nas próximas linhas.

As GRANDES competições, sejam elas quais forem, estão embuidas de um grande stress competitivo onde o ganhar será uma das principais premissas. Mas o ganhar pode ser mal interpretado. Quem anda no desporto para perder? penso que se trata de uma pergunta retórica, mas de subjectiva também terá a sua parte, ou seja, ganhar a qualquer custo vale?
Há uns meses atrás referi que é importante as equipas de formação terem "ANOS COMPETITIVOS", OU SEJA, que tenham épocas desportivas onde a competição tenha um valor muito grande...qual o objectivo de tal afirmação? preparar os nossos jovens para os stresses competitivos no escalão de séniores...porque caso contrário, passaremos dédacas com o cliche la palisiano..." o miudo até era bom na formação, mas desde que é sénior que não consegue aguentar a pressão".

Ganhar a qualquer custo NÃO, mas ganhar sem hipotecar o futuro, ensinando como base o desenvolvimento harmonioso do jovem atleta, preparando-o para todos os factores que envolvem um espectaculo desportivo- SIM.

NOTA: A palavra PROVOCAÇÃO, está a tornar-se usual em vários agentes do jogo de basquetebol, por norma nunca expresso qualquer tipo de animosidade por quem quer que seja(pois nunca terei esse tipo de sentimento), e aquando do térmito do jogo esqueço tudo, porque apenas se tratou de um jogo, nada mais que isso.
Mas há sempre um MAS, e nesse MAS enquadra-se atitudes provocatórias de árbitros "HOOLYWOODESCOS", público "desgovernado" e colegas treinadores "chico espertos"...aTenção que não se trata de nenhuma critica directa a quem quer que seja, apenas tendo andado atento em inúmeros jogos e percebo que,infelizmente, no nosso PAÍS tenta-se desvalorizar o que é BEM FEITO e dá-se ênfase à "MEDIOCRIDADE".

SERÁ POR ACASO QUE ESTAMOS NA CAUDA DA EUROPA EM TODAS AS MODALIDADES?

PENSEM NISSO...

TUDO SE APRENDE, TUDO SE TREINA...

A DESPEDIDA

Estamos deitados num dos cantos do piso do pavilhão, o treino acabou e toda a gente toma banho. Sapatilhas ao lado, espreguiçamos os pés, cansados. Depois do momento de intensidade, de concentração, de suor e satisfação, o momento de intimidade.

Nós e o pavilhão silencioso onde ecoam ainda assim os sons próprios de um balneário em banho. Nós e a meia luz. Nós e o fumo que nos sai do corpo a esfriar. As tabelas enormes parecem-nos inalcançáveis.

Levantamo-nos algum tempo depois apoiados no piso e na força dos joelhos, olhamos a marca do nosso corpo no chão e pegamos nas sapatilhas como se de um galheteiro se tratasse. Suspiramos e limpamos o rosto aos coletes que descansavam, também eles, ali ao pé.

Quando um dia nos perguntarem se sabemos o que é uma despedida, sorriremos.

Autor desconhecido